02/11/10

Ábaco: a primeira calculadora da história


O computador foi inventado para solucionar problemas matemáticos que tem necessidade de maior rapidez e precisão nos cálculos. Uma máquina capaz de efetuar cálculos com um grupo de números, "lembrar" o que foi computado e, ainda, poder ser adaptado para efetuar outros cálculos com um novo grupo de números.
Há cerca de quatro mil anos (2000 a.C.), povos primitivos desenvolveram sistemas de cálculo e numeração mais poderosos do que os até então existentes, mas sem usar nenhum "aparelho" para isso. O primeiro “modelo” foi o ábaco (palavra de origem Fenícia), um tipo de computador em que se pode ver claramente a soma nos fios: a posição das contas forma uma "memória" da soma, mas não são automáticos e não comportam números muito extensos.
Muitos povos da antiguidade utilizavam o ábaco para a realização de cálculos do dia-a-dia, principalmente nas áreas de comercio de mercadorias e desenvolvimento de construções civis. Ele pode ser considerado como a primeira máquina desenvolvida para cálculo, pois utilizava um sistema bastante simples, mas também muito eficiente na resolução de problemas matemáticos. Era basicamente um conjunto de varetas de forma paralela, que contém pequenas bolas que realizam a contagem.
Seu primeiro registro é datado no ano de 5500 a.C., pelos povos que constituíam a Mesopotâmia. Contudo, o ábaco também foi usado posteriormente por muitas outras culturas: Babilônia, Egito, Grécia, Roma, Índia, China, Japão, etc. Cada um destes povos possui uma versão de específica desta máquina, entretanto, preservando a sua essência original. Seu nome na Roma antiga era "Calculus", termo de onde a palavra cálculo foi derivada.
O fato deste instrumento ter sido difundido entre todas estas culturas se deve principalmente a dois fatores: o contato entre povos distintos fez com que o ábaco fosse copiado de um lugar para vários outros no mundo. Por outro lado, a necessidade da representação matemática fez com os sistemas de contagens utilizados no cotidiano fossem implementados de forma mais prática.
Sobre as operações matemáticas, ele era bastante útil para a soma e subtração; já na multiplicação e divisão, o ábaco comum não era muito recomendado, somente algumas versões mais complexas que padrão. Todavia, somente muito tempo depois surgia um modelo mais evoluído e que é usado até hoje no oriente: o ábaco chinês. Existem diversos modelos de ábaco, como o russo ou o japonês, mas a versão chinesa tornou-se a mais conhecida mundialmente. O ábaco mostrou-se tão eficiente e simples de usar que nada melhor que ele surgiu até o século XVII.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...